• Notícias
  • Durante encontro de lideranças indígenas na Câmara de Colíder, coordenador do DSEI Kayapó renuncia ao cargo
Durante encontro de lideranças indígenas na Câmara de Colíder, coordenador do DSEI Kayapó renuncia ao cargo
Publicado em: 06/12/2017 ás 13:43:00 Autor: Sérgio Ober - Assessor de Imprensa

Após um amplo e acalorado debate no auditório da Câmara de Colíder, na manhã desta quarta-feira (06.12), envolvendo representantes e lideranças das etnias Kayapó, Terena, Apiaká, Tapayuna, Trumai, Kayabi e Panará, o coordenador do Distrito Sanitário Especial Indígena Kayapó (Dsei-K/MT), Aluisio Souza Santos, anunciou o seu pedido de exoneração do cargo.

VEJA FOTOS - CLIQUE AQUI!

Na carta de demissão assinada no final do encontro, Aluísio Santos pontua que solicita o seu afastamento “para que o trabalho do Dsei/K-MT não seja prejudicado pela interferência política e os serviços continuem a ser desenvolvidos normalmente em prol das comunidades, ficando ao substituto eventual [a responsabilidade de] dar continuidade aos trabalhos, até que seja nomeado um representante escolhido e indicado pela comunidade indígena”.

O documento é endereçado ao Ministério da Saúde, à Secretaria Especial de Saúde Indígena e ao deputado federal Carlos Bezerra (PMDB), que gerou toda essa crise ao indicar Aluísio Santos ao comando do Dsei, no lugar de Matudjo Metuktire. As lideranças indígenas protestaram contra a nomeação de um ‘não índio’ e ameaçaram, até mesmo, bloquear a BR-163 caso a decisão não fosse revista.

O representante geral indígena da região Norte de Mato Grosso, Puiu Txukahamãe, diz que o governo federal tem um prazo de 30 dias para definir o nome do novo coordenador. Aluisio Souza Santos foi comunicado pelos líderes indígenas que não poderá acessar as dependências do Dsei. “O Aluísio já assinou a carta de demissão. A partir de agora o cargo será ocupado interinamente por Zé Nogueira. É ele que está autorizado a trabalhar no DSEI”, informa.

Sempre atento às discussões em torno do caso, o presidente da Câmara de Colíder, Rica Matos (PSD), entende que a indicação do novo coordenador deve passar pela apreciação dos indígenas. “Quero elogiar o Aluísio Santos pela iniciativa em pedir a exoneração do cargo. Na minha opinião, a função deve ser ocupada por uma pessoa indicada pelos próprios indígenas. É uma decisão que deve caber somente a eles”, comenta.

Entre as várias lideranças indígenas da região que compareceram à reunião estavam o cacique Raoni, Megaron, cacique Patoi Kayapó, cacique Yabutiko Metuktire, Arapy Trumai e Roptukti Tapayuna.

Notícias relacionadas