• Notícias
  • Câmara de Colíder aprova atendimento preferencial para doadores de sangue em comércios e agências bancárias
Câmara de Colíder aprova atendimento preferencial para doadores de sangue em comércios e agências bancárias
Publicado em: 13/06/2018 ás 08:11:00 Autor: Sérgio Ober - Assessor de Imprensa

Os vereadores aprovaram na sessão desta segunda-feira (11.06) da Câmara de Colíder o projeto de lei que garante atendimento preferencial aos doadores de sangue em estabelecimentos comerciais, supermercados, bancos, eventos culturais e lotéricas.

De acordo com a propositura do vereador Ruam Batista (PTB), os estabelecimentos deverão contar com os caixas bem sinalizados, além de conter o número da lei e a data de publicação.

O projeto prevê ainda que será considerado doador aquele fizer pelo menos uma doação no período de seis meses. O estabelecimento que descumprir a lei poderá ser multado.

Em sua justificativa, Ruam afirma que só quem passa por uma cirurgia ou uma urgência que necessita de sangue sabe da importância da doação.

O projeto de lei segue para a Prefeitura de Colíder e entrará em vigor após a sanção do prefeito Noboru Tomiyoshi.

“Espero que a população e os empresários se conscientizem sobre a importância da doação de sangue e que os doadores já tenham o seu direito assegurado nas filas assim que o projeto for sancionado pelo prefeito”, comenta o vereador.

Uma pessoa adulta possui, em média, cinco litros de sangue e em uma doação são coletados, no máximo, 450 ml.

No dia 14 de junho é celebrado o "Dia Mundial do Doador de Sangue" e juntamente com a data diversos hospitais e órgãos de saúde lançam a campanha Junho Vermelho, para incentivar a doação.

 

ORIENTAÇÕES IMPORTANTES PARA QUEM PRETENDE DOAR SANGUE:

 

VOCÊ NUNCA PODERÁ SER DOADOR DE SANGUE

- Se tem ou teve um teste positivo para HIV.

- Se teve hepatite após os 10 anos de idade.

- Se já teve malária.

- Se tem doença de chagas.

- Se recebeu enxerto de duramater.

- Se teve algum tipo de câncer, incluindo leucemia.

- Se tem graves problemas no pulmão, coração, rins ou fígado.

- Se tem problema de coagulação de sangue.

- Se é diabético com complicações vasculares ou em uso de insulina.

- Se teve tuberculose extrapulmonar.

- Se já teve elefantíase.

- Se já teve hanseníase.

- Se já teve calazar (leishmaniose visceral).

- Se já teve brucelose.

- Se já teve esquistossomose hepatoesplênica

- Se tem alguma doença que gere inimputabilidade jurídica.

- Se se foi submetido a transplante de órgãos ou de medula.

 

NÃO PODE DOAR SANGUE SE

- Estiver idade inferior a 16 anos ou superior a 69 anos.

- Estiver peso inferior a 50 quilos.

- Estiver com anemia no teste realizado imediatamente antes da doação.

- Estiver com hipertensão ou hipotensão arterial no momento da doação.

- Estiver com aumento ou diminuição dos batimentos cardíacos no momento da doação.

- Estiver com febre no dia da doação.

- Estiver grávida.

- Estiver amamentando, a menos que o parto tenha ocorrido há mais de 12 meses.

obs.: o doador não poderá doar se vier acompanhado de crianças menores de 13 anos sem a presença de um outro adulto para cuidar delas.

 

VOCÊ ESTARÁ IMPEDIDO DE DOAR SANGUE (temporariamente)

 

POR CINCO ANOS

- Após a cura de tuberculose pulmonar.

 

POR 12 MESES

- Se recebeu uma transfusão de sangue, plasma, plaquetas ou hemoderivados.

- Se recebeu enxerto de pele.

- Se sofreu acidente se contaminando com sangue de outra pessoa.

- Se teve acidente com agulha já utilizada por outra pessoa.

- Se teve contato sexual com alguma pessoa com aids ou com teste positivo para hiv.

- Se teve contato sexual em troca de dinheiro ou de drogas ou seus respectivos parceiros sexuais.

- Se teve contato sexual com usuário de droga endovenosa.

- Se teve contato sexual com pessoa que tenha recebido transfusão de sangue nos últimos 12 meses.

- Se teve relação sexual com pessoa com hepatite.

- Se fez tatuagem ou maquiagem definitiva.

- Se teve sífilis ou gonorreia.

- Se foi detido por mais de 24 horas.

 

POR SEIS MESES A 01 ANO

- Se foi submetido a uma cirurgia de médio ou grande porte como por exemplo: colecistectomia, histerectomia, tireoidectomia, colectomia, esplenectomia pós trauma, nefrectomia etc.

- Após a cura de toxoplasmose comprovada laboratorialmente.

- Após qualquer procedimento endoscópico (endoscopia digestiva alta, colonoscopia, rinoscopia etc): aguardar 6 meses.

- Se fez piercing (se piercing na cavidade oral ou genital, devido ao risco permanente de infecção, implica em inaptidão por 12 meses após a retirada).

- Se contraiu Febre Amarela; aguardar 6 meses após recuperação completa (clínica e laboratorial).

 

POR TRÊS MESES (independente se homem ou mulher)

- Se foi submetido a apendicectomia.

- Se foi submetido a hemorroidectomia.

- Se foi submetido a hernioplastia.

- Se foi submetido a ressecção de varizes.

- Se foi submetido a amigdalectomia.

 

POR 12 SEMANAS (somente para mulheres)

- Após uma doação de sangue (para mulheres). Esse período deve ser ampliado para 24 semanas se houve doação dupla de hemácias por aférese.

- Após parto normal ou abortamento.

 

POR OITO SEMANAS (somente para homens)

- Após uma doação de sangue. Esse período deve ser ampliado para 16 semanas se houve doação dupla de hemácias por aférese.

 

POR QUATRO SEMANAS

- Após recebeu vacina de vírus ou bactérias vivos e atenuados. Ex.: poliomielite oral (sabin), febre tifóide oral, caxumba, febre amarela, sarampo, bcg, rubéola, catapora, varíola etc.

- Se recebeu soro antitetânico.

- Após a cura de dengue.

- Após cirurgia odontológica com anestesia geral.

- Após o retorno, quem esteve em região onde há surto de Febre Amarela.

 

POR TRÊS SEMANAS

- Após a cura de caxumba.

- Após a cura de varicela (catapora).

3. POR DUAS SEMANAS:

- Após o término do tratamento de infecções bacterianas (uso de antibióticos).

- Após a cura de rubéola.

- Após a cura de erisipela.

 

POR SETE DIAS

- Se teve diarreia.

- Após terminarem os sintomas de gripe ou resfriado.

- Após a cura de conjuntivite.

- Após dentária (verificar uso de mediação).

- Após de canal (verificar medicação).

 

POR 48 HORAS

- Se recebeu vacina preparada com vírus ou bactéria mortos, toxóide ou recombinantes. Ex.: cólera, poliomielite (salk), difteria, tétano, febre tifóide (injetável), meningite, coqueluche, pneumococo.

- Se recebeu vacina contra gripe.

Notícias relacionadas